Cardiopneumologia

A patologia cardio-vascular endémica em Angola é certamente a hipertensão arterial e as suas consequências a nível dos órgãos-alvo, nomeadamente os acidentes cérebro-vasculares e a insuficiência cardíaca. Esta patologia e suas consequências contribuem para uma elevada morbilidade e a uma significativa redução da esperança de vida. A formação de um relevante número de licenciados em Cardiopneumologia vai permitir aproximar os serviços de saúde da população, permitindo com celeridade e elevada qualidade assistencial, chegar às unidades sanitárias das várias províncias. Esses técnicos actuarão em todo o território, especialmente em áreas onde a falta de médicos é mais premente, no diagnóstico e também como auxiliares do tratamento de um vasto leque de patologias cardio-vasculares (hipertensão arterial, insuficiência cardíaca, doenças valvulares). A sua actividade estender-se-á também à área da prevenção, fazendo a triagem , e o aconselhamento que poderão reduzir significativamente tanto as patologias como as suas consequências. A licenciatura composta por um sólida formação teórica, aliada a um componente prático importante, permitirá que tenham competências na realização de exames complementares na área da Cardiologia e Pneumologia para diagnóstico das patologias mais comuns, reconhecimento da gravidade da situação e preenchimento de protocolos clínicos que permitam uma sistematização do tratamento. Terão ainda capacidade para, sob supervisão médica (em alguns casos à distância), implementar esses esquemas terapêuticos, sendo responsáveis pela avaliação dos seus resultados.

#

Cardiopneumologia

O objectivo geral da formação inicial em Cardiopneumologia, é qualificar os estudantes para o exercício de uma profissão da área de saúde. Pretende-se assim, centrar o ensino no aluno, e motivá-lo para aquilo que será relevante para o seu percurso académico e para o seu desenvolvimento profissional contínuo, permitindo-se a avaliação dos resultados por todos os intervenientes e interessados, não esquecendo a paridade com as competências existentes no plano internacional. Neste contexto, o estudante deverá atingir um conjunto de competências que lhe permitam exercer a profissão.

A patologia cardio-vascular endémica em Angola é certamente a hipertensão arterial e as suas consequências a nível dos órgãos-alvo, nomeadamente os acidentes cérebro-vasculares e a insuficiência cardíaca. Esta patologia e suas consequências contribuem para uma elevada morbilidade e a uma significativa redução da esperança de vida. A formação de um relevante número de licenciados em Cardiopneumologia vai permitir aproximar os serviços de saúde da população, permitindo com celeridade e elevada qualidade assistencial, chegar às unidades sanitárias das várias províncias. Esses técnicos actuarão em todo o território, especialmente em áreas onde a falta de médicos é mais premente, no diagnóstico e também como auxiliares do tratamento de um vasto leque de patologias cardio-vasculares (hipertensão arterial, insuficiência cardíaca, doenças valvulares). A sua actividade estender-se-á também à área da prevenção, fazendo a triagem , e o aconselhamento que poderão reduzir significativamente tanto as patologias como as suas consequências. A licenciatura composta por um sólida formação teórica, aliada a um componente prático importante, permitirá que tenham competências na realização de exames complementares na área da Cardiologia e Pneumologia para diagnóstico das patologias mais comuns, reconhecimento da gravidade da situação e preenchimento de protocolos clínicos que permitam uma sistematização do tratamento. Terão ainda capacidade para, sob supervisão médica (em alguns casos à distância), implementar esses esquemas terapêuticos, sendo responsáveis pela avaliação dos seus resultados..

Detalhes do Curso PDF
Baixar

Inscrever-se
  • Classificação:
  • 5 Estrelas
  • Inicio:
  • 1 Março 2018
  • Duração:
  • 10 Semestres
  • Periodo:
  • Manhã-Tarde-Noite

Rua Nossa Senhora da Muxima Nº10 , Luanda

2018 © Todos os direitos reservados à Universidade Metodista de Angola