Caminho - Pgina inicial / Investigação

Investigação

A Universidade Metodista de Angola quer assumir todas as “dimensões” inerentes a uma “verdadeira Universidade”. Ao contemplar nos seus estatutos a existência de um Centro de Estudos e Investigação Científica, a Universidade Metodista de Angola quer que as dimensões da Investigação Científica e Extensão Universitária sejam uma realidade, efectivas e operacionais. Mais do que convictos, a Universidade Metodista de Angola tem a certeza de que uma universidade só o é, de facto, se for, não acessoriamente mas a título principal, uma instituição produtora de conhecimento. Só sendo produtora de conhecimento tem legitimidade para inscrever na sua missão as outras vertentes que correspondem à socialização do conhecimento: refiro-me concretamente à transmissão do conhecimento para a população na óptica da formação, e à transferência do conhecimento como factor de inovação e de competitividade para os diversos sectores sócio-económicos e para as empresas, em particular. O Centro de Estudos e Investigação Científica (CEIC) é uma unidade orgânica da Universidade Metodista de Angola através do qual se procura dar uma resposta às necessidades de investigação científica do País e dar apoio, através da realização de estudos e projectos, às Instituições Públicas e ao mundo empresarial que desenvolve a sua actividade em Angola.

As actividades desenvolvem-se em articulação com a formação graduada e a formação avançada, em colaboração com Centros e Institutos de Investigação internacionais. Trata-se, portanto, de uma unidade científico - pedagógica. Realiza actividades de investigação fundamental e aplicada, estudos e pesquisas, congregando a participação de docentes, investigadores e técnicos nos diferentes domínios do saber. O Centro de Estudos e Investigação Científica tem, assim, por objectivos:

  1. Promover a investigação fundamental e aplicada, assim como a extensão e prestação de serviços à comunidade;
  2. Realizar e apoiar a realização de acções de formação de recursos humanos, com especial incidência em programas de mestrado e doutoramento;
  3. Difundir o conhecimento científico e tecnológico produzido, especialmente através da publicação em revistas da especialidade de reconhecido mérito, bem como a edição de publicações e realização de encontros, colóquios e congressos.