Caminho - Pgina inicial / UMA / História

História

O estabelecimento de alvos e a luta no sentido de atingi-los constituem um acto de fé. O Apóstolo Paulo admitia que Deus operava nele (Coríntios 15:16), mas ele nunca deixou de reconhecer a sua parte activa na luta pela obtenção dos resultados do seu Ministério.

Em 1884, a Conferência Geral indicou o Bispo William Taylor para Angola. Desembarcou em Luanda a 18 de Março de 1885, à frente de uma delegação composta por 45 missionários, transportados pela Companhia Elder Dempser Line. Depois de uma fatigante viagem de três meses, o barco atracou no porto de Luanda no referido dia e ano, sendo os hóspedes conduzidos ao edíficio do Cabo Submarino e outros ao Clube Naval.

Feitos os primeiros contactos com as Autoridades Coloniais e recebendo dessas a devida autorização, um grupo de missionários estabeleceu-se em Luanda e um outro, de acordo com o programa estabelecido, em 1887, navegou ao longo do Rio Kwanza no vapor "Serpa Pinto". Procederam à abertura da Igreja Nhangue-a-Pepe e foram fundadas as missões e estações do Quiongua, Quéssua, Hombo a Njinji, Mufuque e Mucondo.

No decorrer deste trabalho, foram surgindo evangelistas africanos, vocacionados para bem servir a Igreja e a colectividade. São eles: João Gaspar Fernandes, Mateus Pereira Inglês, João Leão Webba, Maria Chaves e Adão Gaspar Domingos, que conduzidos pelo fervor espiritual asseguraram o pendão do Metodismo em Angola.

O Programa previa, onde quer que se estabelecesse uma missão auto sustentável, a necessidade da existência de uma escola. Os Missionários entendiam que a instrução deveria fazer parte da sua evangelização. Um povo desperto é um povo que melhor compreende o Cristo ressurrecto. Esta metodologia foi abraçada pelos autóctones com coragem, persistência, audácia e fé, esteve na génese do Metodismo em Angola. Esta instrução dada pelo Metodismo teve ainda um papel bastante preponderante, pois sabia enfatizar e aplicar na prática o princípio da liberdade dos oprimidos, proclamado pelo próprio Cristo. Daí, os cristãos conscientes sentirem a necessidade de se envolverem nesse processo, com reflexos de grandes proporções que culminou com a vitória da Independência proclamada a 11 de Novembro de 1975.

Hoje, a Igreja cresceu e a chma do Metodismo atingiu todo o quadrante do território nacional. A hora chegou e urge a necessidade de evoluirmos para o Ensino Superior, depois de mais um século ministrando o Ensino Básico. É assim que surge a ideia de criação da UNIVERSIDADE METODISTA DE ANGOLA, como uma exigência que vai ao encontro das necessidades da própria Comunidade.

A Universidade Metodista de Angola é um estabelecimento de ensino superior universitário privado, tutelado pelo Ministério do Ensino Superior e Ciência e Tecnologia e instituído pelo Decreto nº 30/07, de 7 de de Maio, e de que é titular a Sociedade Universidade Metodista de Angola, S.A. (entidade instituidora).

Bem haja U.M.A.

Pedro Sebastião